Domingo é uma merda!

domingo

De todos os dias da semana nos quais a gente pode reclamar de algo, eu dou todos os créditos ao domingo, do ‘dia mais fudido da semana’. Embora este seja  o dia que a gente mais possa coçar a pixorra, descansar, ele é o mais entediante, angustiante, deprimente e solitário.

Eu costumo passar meus domingos, dormindo, comendo, lendo alguma coisa e pensando no quanto a vida ‘seria boa’ , lá fora.

Sempre planejando que ‘a partir de amanhã‘,  as coisas vão se tornar melhores e todo esse vazio vai passar.

O grande problema é que não passa.

Foi assim semana passa, retrasada, anterior a retrasada, esta e talvez, semana que vem seja a mesma coisa.

Esperar a volta dos que não foram, esperar que dias ‘melhores virão‘,  que o tédio e o vazio vão passar.

Doce ilusão.

O que realmente tá passando é a vida. Os dias parecem que estão voando,  pra ser mais sincera e menos drámatica, eu sempre curti o lance do ‘tempo passar rápido’. Claro, sem hipocrisia, existem momentos que a gente pede pra que o tempo colabore e que minutos se tornem horas.  Todavia, sempre nas demais horas desejei que o tempo passasse logo. Que acabasse o domingo entediante, pra chegar a segunda feira estressante, que logo viria a quarta que chegaria próxima a sexta, que eu encontraria o sábado. E blá, blá, blá whiskas sachê.

Assim passaram-se as semanas, os meses e chegava mais um ano ao fim.

O que eu sempre ganhei com isso? Talvez, menos tempo pra fazer coisas que eu sempre quis fazer.

Talvez as coisas se tornassem mais fáceis, se eu parasse de me lamentar e agisse um pouco mais.

Mas o grande fato, é que falta algo! Um estimulo eu diria.

Eu sei que ‘procurar a Felicidade‘ pra muita gente, já é um grande estimulo.

Mas eu quero mais. Ou talvez me contente com menos,  não sei.

Na verdade, nem sei por que tá essa melancolia toda.

O lance é, se não dá pra ‘ser invejavelmente feliz’, não ser infeliz,  já se torne um grande passo.

Procurar a felicidade?

Seria bom, saber por onde começar.

Tá, posso tá reclamando de ‘boca cheia’, ou fazendo tempestade no copo d’água.  Eu sei, sempre fui e acho que pelo resto da vida, ser drámatica vai ser uma das caracteristícas irritantes, marcantes da minha pessoa. Mas, eu não sei explicar esse vazio que me consome.

Olha só, eu tenho um emprego que não é dos melhores, mas pelo menos cada mês que passa, o que anda caindo na minha conta corrente anda compensando o sacríficio de ter que fazer algo, que não me dê tanto prazer assim.

Minha família sem dúvida nenhuma, é a melhor de todas. Meus amigos, embora tenhamos nossas diferenças, nossas brigas e tudo o mais, são os melhores também. Eu tenho total certeza, de que SEMPRE poderei contar com eles.

Embora eu não seja nenhuma ‘Deusa Grega’ e muito menos ‘o sonho de consumo de ninguém’,  eu sei que não sou tão ruim assim.  Até existem algumas pessoas interessadas e coisa e tals.

Mas eu DEFINITIVAMENTE não sei da onde vem esse vazio. ( Ou sei?)

Sabe quando você tem a sensação de que tiraram algo de dentro de você? Que agora só existe aquela cavidade, vazia. Esperando pra ser preenchida.

‘Eu só queria saber o que demora mas vem, e o que não vem nem demorando. Pra não perder (mais) tempo na vida.’

por favor,

alguém me esmurre até que eu fique esperta.

Anúncios

2 comentários sobre “Domingo é uma merda!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s